Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2020

Que venha 2021 com amor verdadeiro!

Que 2021, nos traga a todos os que ainda não vivem amor verdadeiro, amor de alma, um amor que vem para somar, não para subtrair, um amor sereno e duradouro. O reconhecimento de quem realmente somos e a aceitação. Um amor que eleve o que temos de melhor e não o que temos de pior. Um amor dármico não kármico. Prosperidade, saúde e sucesso. Que possamos num unir de mãos, num beijo, num abraço. definir tudo o que representa para nós o grande amor de alma. Sejam felizes no hoje, no agora!!!! Feliz 2021 a todos sem excepção!!!  

Ofereça livros, filmes, e jogos este Natal em troca de tempo nas redes , revistas cor-de-rosa, e novelas macabras....

 Perdemos o hábito de ler e de conviver....a bem da verdade perdemos um sem fim de hábitos saudáveis...como comunicar, socializar, ler, escrever, jogar em familia, fazer receitas juntos... Sinto que recuperamos isso um pouco agora no inicio da pandemia...no primeiro confinamento e depois perdemos outra vez...vi atentamente uns videos no youtube da série Neurovox do Pedro Calabarez, que me permitiram entender em parte toda esta pandemia que estamos a viver...e caros amiguitos, não se trata de covid-19...mas sim da pandemia da falta de socialização...será que isso vai passar rápido quando tudo voltar ao "normal", ou será que nos vamos esquecer rapidamente das vivências de tudo o que vivemos e sentimos, e vamos continuar a comunicarmos para lá da tela...com estranhos, ou pessoas que não vivem conosco...digo sim, continuo em pé de guerra comigo mesma por causa disso diariamente...é um vicio, uma tentação....as redes sociais...confesso que começo a abrandar e a substituir isso por

Natal...e festas de final de ano!

Para mim o Natal foi sempre uma época especial. É algo que como os nossos Mon Cherie e Ferrero Rocher, só acontece uma vez no ano. Lembro-me da excitação que acontecia, na véspera de Natal, de não dormir bem ansiosa, com os presentes matinais. A vida não era abundante, e os presentes não existiam á mão dum hipermercado, ou de uma saída às compras, tão vulgar como são agora os presentes anuais da crianças. Eram outros tempos, que me ensinaram a valorizar o que tenho e a ser quem sou hoje, a pessoa que dá o seu melhor pelos meus, a vida mudou e já nem tudo se resume a coisas materiais, a deixar pedir presentes....hoje contento-me em oferecer-me um bom livro que leio diariamente, e um ou dois presentes para os mais pequenos. Era o banquete do ano, em que tudo parecia ter outro sabor! Embora ache que é bom receber, quem não gosta??, hoje percebo o valor de comprar, a dificuldade de pagar, as contas antes de investir. Tudo se torna menos mágico na fase adulta...porque Natal significa logíst

December!!!!

Dezembro chegou... e com ele todos os pensamentos, todas as reflexões de um ano completamente atípico a que todos sobrevivemos....mas deixem apenas dizer lhes que ....foi um ano de crescimento individual, espiritual e familiar! Saio deste ano de coração cheio, de pura adrenalina, como é óbvio momentos de tudo....foi ano de Marte e deviamos ter preparado para a guerra, se todos chegamos até aqui vivos e de saúde somos uns guerreiros natos, capazes de enfrentar qualquer batalha. Prosseguiremos a 2021, ano de Vénus,  do amor, da prosperidade, da fé e da abundância, da compaixão, do cuidado ao próximo, dos amores impossíveis de contos de fadas! Peço para este ano uma reflexão: o que vale a pena lutar em cada vida que nos pertence? Do que devemos ser gratos ao acordar e ao deitar? O que é para si a liberdade, a saúde, a segurança! O que realmente importa para cada um de nós? Acho que foi um ano bastante reflexivo para quem abarcou e tentou entender a mensagem...a bem da verdade nestas últim

Sofrer por antecipação!

É bem verdade que já fui mais assim...cada vez menos vejo noticias, ouço e leio coisas parvas que me desalinham os chakras e me desviam o autocontrole...é que parece que nos dias que estamos mais calmos e mais centrados, vem alguém que está a fim de nos tirar o sossego... Ontem foi a vizinha que do seu terraço me insultou de Porca...leram bem Porca, porque cairam algumas migalhas ao poupar a carpete para arejar...chamou-me porca umas 10 vezes... Da próxima chamo a polícia... Digo sempre aos meus meninos que quando os ofendem: sentes te assim? Mas ontem fui um dos meus meninos...porque essa senhora meus amigos, além de uma boca ordinária que precisa ser lavada com lixivia, pega com todos os moradores, e é uma descontrolada e desmiolada...ontem não deve ter tomado a medicação e virou-se a mim....nunca desejei sair tanto daqui como agora...prezo muito a minha casa e sou grata por ela...mas por todos motivos e mais alguns, inclusivé o salvador, deus me dê forças e sabedoria financeira para