Avançar para o conteúdo principal

Escolas minimalistas/ comportamentos errados

 Hoje vou abordar este tema, que a meu ver seria interessante debater!

Tema reflexivo...quem sou eu certo?

Lógico que está instituido há anos, a parafernália nas escolas....cartazes, cores, coisas visuais, porém, o  que é que os alunos acham disso, e em que é que isso contribui para a sua evolução, crescimento e até mesmo criatividade, com que olhos os pais vêm essas mesmas actividades?

E eu como mãe de um autista, vizualmente o que é que implica???

Estes dias dei por mim a deitar fora duas caixas de desenhos que os meus filhos fizeram, tendo em conta que uma tem 11 e o outro 6, e que a maioria dos trabalhinhos nem foram feitos por eles, dou por mim como mãe a pensar isso realmente importa????

Importa para nós. importa para eles, importa aos professores, à escola?

E se ao invés de investirmos nisso, investissemos em escolas minimalistas, mas que cativassem a presença dos alunos na biblioteca, num espaço café/bar, em espaços que procuram fora da escola, mas que com educação e desempenho, faria mais sentido a sua permanência no espaço interior! Explorar a socialização

Agora estamos em COVID MOMENT, mas ok, e as outras escolas com sistemas de ensino diferentes e mais ajustados, também têm COVID MOMENT certo????

Que houvesse intercâmbio entre os países mais evoluidos a nível educacional, e o nosso, que a meu ver como mãe e encarregada de educação está muito aquem da mente dos nossos jovem de hoje em dia.

Praticamos o nivel de ensino da idade média....e estamos em pleno século XXI, tudo evoluiu, tudo modernizou, e as escolas continuam muito aquém , da mente dos jovens.

Esta semana a minha filha contou-me que há pais que compram Macdonal'ds aos filhos, e sorrateiramente os mesmos transportam para dentro da escola e comem lá dentro, bem como coisas do supermercado, pizzas e afins...ora vamos lá ver que esta consciência e esta culpa, não é da escola, do agrupamento, dos professores ou assistentes, esta culpa é mesmo da cabeça retrógada dos pais, e nem vale a pena dizerem que isso é impossível e não acontece, que outros pais devem já ter ouvido os mesmos relatos.

E acontecerá certamente em várias escolas e vários agrupamentos: por isso pais não fomentem ou alimentem este tipo de comportamentos nos vossos filhos....não estão a ensinar-lhes nada de produtivo, quer em questões de regras, quer de dinheiro, quer de alimentação....usem o vosso precioso tempo cibernaútico e no fds levem os vossos filhos ao Mac, ou à pizza, mas expliquem-lhes que é errado, levar comida má para dentro das escolas, principalmente porque comprometem a escola e o agrupamento em questão!

Pais a alimentação dos vossos filhos na escola é estruturada, adaptada e feita por uma tabela nutricional, a alimentação e a cantina são lugares clean e minimalistas, mais uma forma de maximizar limpeza, e minimizar a necessidade de que um espaço cheio de ambiente como um shopping, é que é bom!

Expliquem que as escolas têm regras e não servem só para conteúdo de aprendizado curícular, as escolas servem para formar adultos e cidadãos.

Vale a pena pensar nisto...avaliem antes de culpar, e não se esqueçam, esses pais podem ser os mesmos profissionais, que aos filhos permitem coisas, que no seu ambiente laboral inibem!




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Projecto- Um gorro que aquece um coração!

Então tenho sido impelida por uma vontade de ajuda ao próximo. Já foram muitas as peças que tricotei, incluindo mantas e gorros que já perdi a conta. Agora estou vocacionada para fazer peças que aqueçam um coração e uma cabeça nestas noites frias. Como o gorro é uma peça rápida e fácil de se fazer! Vou fazer alguns, para o meu primeiro voluntariado. Lanço o desafio, a quem tem jeito e tempo que ofereça uma peça a alguém mais necessitado este Natal! Numa peça feita à mão vai dedicação e amor e por isso concerteza aquecerã muito mais que o corpo, aquecerá a alma também! Boa sorte no vosso processo! Já ando há muito com a necessidade de  

December!!!!

Dezembro chegou... e com ele todos os pensamentos, todas as reflexões de um ano completamente atípico a que todos sobrevivemos....mas deixem apenas dizer lhes que ....foi um ano de crescimento individual, espiritual e familiar! Saio deste ano de coração cheio, de pura adrenalina, como é óbvio momentos de tudo....foi ano de Marte e deviamos ter preparado para a guerra, se todos chegamos até aqui vivos e de saúde somos uns guerreiros natos, capazes de enfrentar qualquer batalha. Prosseguiremos a 2021, ano de Vénus,  do amor, da prosperidade, da fé e da abundância, da compaixão, do cuidado ao próximo, dos amores impossíveis de contos de fadas! Peço para este ano uma reflexão: o que vale a pena lutar em cada vida que nos pertence? Do que devemos ser gratos ao acordar e ao deitar? O que é para si a liberdade, a saúde, a segurança! O que realmente importa para cada um de nós? Acho que foi um ano bastante reflexivo para quem abarcou e tentou entender a mensagem...a bem da verdade nestas últim