Avançar para o conteúdo principal

A luta pelo corpo perfeito



Esta sou eu com quase 40.
Esta sou eu com um corpo de 2 gravidezes.
Esta sou eu com 4 cirúrgias que me cortaram a barriga.
Esta sou eu no meu corpo perfeito/imperfeito.
Sou grata por ter um corpo completo e perfeitamente funcional.
Mas não gosto da imagem no espelho...aos olhos de muitos estou bem para a idade.
mas eu não quero estar bem para a idade!
Eu quero estar bem para mim!
Para o meu biquini, para aquele vestido justo, para aquele top de dança, eu quero estar mais feliz no espelho e eu ainda não estou.
Na voz de muitas mulheres eu represento o medo de mostrar aquele pneu a mais, aquelas estrias que realçam ao sol, no corpo moreno do verão!

É uma luta sem fim, uma frustração, um peso.
Não quero ser perfeita, quero sentir-me bem e não sinto.
Fui magra durante 25 anos sem fazer esforço nenhum, e na altura era metabolismo, e agora também.

Quando vou dançar, escondo-me dentro de toneladas de roupa, porque não me sinto segura para mostrar mais de mim, já me disseram que tinha roupa a mais !!! Tinha e tenho, porque é inestético aos meus olhos, usar um top, e uma fralda de barriga a ver-se, não é bonito.

Na voz de todas e muitas mulheres, agradeçam o vosso corpo, mas mantenham-no saudável, excesso de peso, nunca foi e nunca será saudável, quer estéticamente quer para o desgaste ósseo, e o desenvolvimento de doenças cardio vasculares!

Não gosto de dietas maradas, desculpem-me todos os defensores daquelas marcas que ajudam a perder peso, mas para mim tentar comer saudável e essencialmente exercicio fisico são fundamentais, dentro do que me é possível tento manter uma alimentação saudável.Mas se não almoçare jantar bem é uma corrida ao doce, e isso é pior para mim! Respeito todas as formas de perder peso!
No Pain, no Gain


Andei no ginásio, 0 gramas perdi, andei na nutricionista, ia apanhando uma depressão, estava a ficar completamente frustrada com ambos e isso também não é saudável!

Hoje eu continuo na minha luta de enfrentar o meu corpo, dentro das roupas, dentro dos provadores de lojas, e ao espelho!
Deixei de experimentar roupa em lojas, por simplesmente a frustração de aceitar o meu corpo era tão grande, que saia de lá triste e angústiada!

Esta foto sou eu, no momento actual, desde que tive o Salvador, e fisicamente estava lindamente, tinha 52 kilos, hoje tenho sobrepeso de 13 kilos, e sim sou obesa, para a minha estatura!


Mas hoje dou voz aqui a todos os que sentem o mesmo homens e mulheres!

Pode ser que um destes surprrenda como a ADELE surpreendeu os seus fãs!!!

Até lá coragem!!!

Comentários

  1. Wow!!! Um texto muito bom e corajoso. Parabéns por ele, porque muita gente não é capaz de reconhecer e enfrentar uma realidade neste tema como tu o tens feito.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O Fantasma do Compromisso

Já se perguntou quantos relacionamentos poderiam ter dado certo se fossem apenas e só amigos? Já reparam que quando começamos a "andar" ou "sair" com alguém supomos de imediato que temos de ser só daquela pessoa e começar a dar e a cobrar satisfações ? Nascemos sozinhos morreremos sozinhos, sozinhos chegamos, sozinhos partimos.... Não me canso de dizer isso, vimos a este mundo para partilhar e ter vivências uns com os outros, mas não somos, não devemos, não podemos ser posse do outro! Somos seres independentes e autonomos, e o que fazemos é partilhar e predispor da nossa companhia com determinadas pessoas! Porque é que muitas relações de amizade duram uma vida e os relacionamentos por vezes não? Prende-se ao fator compromisso, passamos a ser insconscientemente, propriedade um do outro, e se não somos comportamo-nos como tal...a pergunta é quem gosta de ser marionete e cingir-se ao outro ? ninguém , na verdade ninguém. Há quase sempre o dominado e o dominador, que é

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Reciclagem

 Por vezes dou por mim a pensar, que pagamos tanto papel e plástico, para deitar ao lixo....terrível.  Além do lixo que fazemos, também é um desperdicio? Hoje o post é super curto, ,as vale a pena pensar nisto!