Avançar para o conteúdo principal

2019-2020 o que mudou?

Então, eu estou numa fase de reflexão, como muitos estão a perceber sobre mim!

O que mudou????

Tudo!
Mas o que mais denoto, é o facto de ter tomado conta de tudo sozinha, agarrar o touro pelos cornos! passo a expressão, fiz imensos km o ano passado, deixei de ser transportada, e passei a transportar, isso foi uma grande mudança para mim!

Outra mudança foi começar a viajar sozinha! A ir para os hóteis sozinha, e tomar a coragem da minha própria liberdade! Toamr decisões sozinha, escolher roteiros, fazer contas à vida!

Aprendi essencialmente sobre mim! Sobre quem sou, sobre o que gosto e não gosto, sobre o que aprecio, o prazer do silêncio e a dor da solidão!

Ser só não é todos os dias bom, mas é um aprendizado! Acho que andei o ano de 2018 a preparar a minha grande mudança de vida e confesso que não estava preparada para tudo, a parte gestão, menos um... mesmas contas, tem sido a tarefa mais desafiadora, bem como existem muitos dias em que me questiono sobre muita coisa, não foi uma decisaõ de ânimo leve, e hoje passado quase 1 ano, percebo tanto mas tanto e tão melhor o porquê da minha tomada de decisão: Insatisfação emocional, insatisfação profissional; insatisfação por me ter parado em muitas das minhas decisões anteriores, insatisfação porque tinha tudo para evoluir, e deixei-me adormecer pelo conforto, pela segurança, pela entreajuda, por sentir que financeiramente o meu ex marido estava sempre lá, eu cobria todo o outro lado, e hoje a vida deu-me a plena noção de que nem tudo se resume a dinheiro, mas por vezes tudo se resume a dinheiro também! Simplesmente perdi as forças e desisti de lutar, e a vida reergueu-me, porque apesar do pai ajudar, os meus filhos dependem de mim!
E que é de uma enorme responsabilidade todo o trabalho que eu fazia, bem como o dele de trazer dinheiro para casa!

Hoje tenho a minha e a responsabilidade dele , e quando me posso dar ao luxo de relaxar um pouco e me presentear por todo o esforço que tenho feito, ainda assim não deixo de sentir o peso da responsabilidade! Porque já ão posso dizer: Este mês não tem jeito, tenho de vender a sogra!! ;)

"Já ouvi muitas vezes, não te posso proporcionar a vida que o teu ex marido te dava"

Pois eu não quero que ninguém me proporcione nada,porque detrás de um grande homem está uma grande mulher, e se muitas vezes a nível profissonal ele deixava coisas por fazer, não era por falta de apoio e incentivo meus,  trata-se somente de entreajuda, hoje eu sou uma pessoa emocionalmente mais forte, emocionalmente diferente, hoje eu sei que depois do que já passei, para chegar sozinha até aqui, hoje eu sei que tudo o que possa vir é ganho! Porque o resto eu domino sozinha! Desaprendemos a gerir cada vez que temos mais e somos mais abundantes ! E acho que passei basicamente do 8/80, porem sei que a pior fase já passou e agora é sempre a somar!


Em conclusão, os dois devem contribuir para tudo de foram igual ou idêntica, porque isso é a base de um bom relaçionamento, conversar muito, partilhar muito, decidir muito em conjunto, porque por vezes o excesso de dinheiro ou a falta dele fazem com que o amor se corrompa pelas atitudes que tomamos erradamente de forma independente! faz com que se "compre" amor e momentos, e gente não é disso que se trata o amor!
Percebam que talvez tenham chegado aquele patamar porque eram duas forças e cada um colaborou da sua forma, por isso mostrem a vossa insatisfação mas resolvam e tentem sempre presentear a vocês mesmo em conjunto ou individualmente, pelo esforço que fazem diariamente quando saem a correr para trabalhar, quando andam sob stress, quando andam mais exaustos e mais zangados com a vida!

Tentem sempre ambicionar o foco mas sem perder as bases, sem deixar para trás o que vos fez chegar até ali!

Vale a pena pensar nisto!



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

December!!!!

Dezembro chegou... e com ele todos os pensamentos, todas as reflexões de um ano completamente atípico a que todos sobrevivemos....mas deixem apenas dizer lhes que ....foi um ano de crescimento individual, espiritual e familiar! Saio deste ano de coração cheio, de pura adrenalina, como é óbvio momentos de tudo....foi ano de Marte e deviamos ter preparado para a guerra, se todos chegamos até aqui vivos e de saúde somos uns guerreiros natos, capazes de enfrentar qualquer batalha. Prosseguiremos a 2021, ano de Vénus,  do amor, da prosperidade, da fé e da abundância, da compaixão, do cuidado ao próximo, dos amores impossíveis de contos de fadas! Peço para este ano uma reflexão: o que vale a pena lutar em cada vida que nos pertence? Do que devemos ser gratos ao acordar e ao deitar? O que é para si a liberdade, a saúde, a segurança! O que realmente importa para cada um de nós? Acho que foi um ano bastante reflexivo para quem abarcou e tentou entender a mensagem...a bem da verdade nestas últim

Projecto- Um gorro que aquece um coração!

Então tenho sido impelida por uma vontade de ajuda ao próximo. Já foram muitas as peças que tricotei, incluindo mantas e gorros que já perdi a conta. Agora estou vocacionada para fazer peças que aqueçam um coração e uma cabeça nestas noites frias. Como o gorro é uma peça rápida e fácil de se fazer! Vou fazer alguns, para o meu primeiro voluntariado. Lanço o desafio, a quem tem jeito e tempo que ofereça uma peça a alguém mais necessitado este Natal! Numa peça feita à mão vai dedicação e amor e por isso concerteza aquecerã muito mais que o corpo, aquecerá a alma também! Boa sorte no vosso processo! Já ando há muito com a necessidade de