Avançar para o conteúdo principal

Republica do Polvo

Ontem confesso que estava exausta, haviam programas para fazer , mas dadas as condições climatéricas, ficou tudo em àgua!!!!!

O meus pais almoçaram cá, e ficamos por casa, depois do pai das crianças os ter vindo buscar, decidi que não ia ficar em casa, e que precisava de ir bater perninhas ao centro da cidade, e porra que as noites já são frias!!!!

Fui experimentar a República do Polvo, estava vazio o restaurante, mas um lugar muito agradável, fui atendida por uma senhora muito simpática, jantei praticamente sozinha, ao som de uma Bossa Nova, uma massa de Polvo e Camarões regada com vinho verde!

Eu adoro estes momentos All By Myself, e não me acanho de sair, só porque não tenho um grande grupo, ou fui convidada para uma grande festa de anos, cheia de povo, comida e alcool!!!

Como é óbvio gosto igualmente desses programas, embora que a terceira idade como diz a Mafalda, a minha prima mais nova, pese na minha vida, e ontem era mais dia para pipocas, cinema, sofá e marmelanço!

Dadas as circusntâncias da minha vida, tenho de me agarrar ao que tenho! Euzinha!!!

Assim sendo, em imagens, e não sei o que se passa mas eles não têm redes sociais, e para publicidade grátis é um erro!!!







Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Fantasma do Compromisso

Já se perguntou quantos relacionamentos poderiam ter dado certo se fossem apenas e só amigos? Já reparam que quando começamos a "andar" ou "sair" com alguém supomos de imediato que temos de ser só daquela pessoa e começar a dar e a cobrar satisfações ? Nascemos sozinhos morreremos sozinhos, sozinhos chegamos, sozinhos partimos.... Não me canso de dizer isso, vimos a este mundo para partilhar e ter vivências uns com os outros, mas não somos, não devemos, não podemos ser posse do outro! Somos seres independentes e autonomos, e o que fazemos é partilhar e predispor da nossa companhia com determinadas pessoas! Porque é que muitas relações de amizade duram uma vida e os relacionamentos por vezes não? Prende-se ao fator compromisso, passamos a ser insconscientemente, propriedade um do outro, e se não somos comportamo-nos como tal...a pergunta é quem gosta de ser marionete e cingir-se ao outro ? ninguém , na verdade ninguém. Há quase sempre o dominado e o dominador, que é

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Reciclagem

 Por vezes dou por mim a pensar, que pagamos tanto papel e plástico, para deitar ao lixo....terrível.  Além do lixo que fazemos, também é um desperdicio? Hoje o post é super curto, ,as vale a pena pensar nisto!