Avançar para o conteúdo principal

O amor não é impulsivo, o amor é ponderado

Há imensa gente que enche a boca para falar de amor, mas depois quer porque quer não que a pessoa se molde ao ajuste àquele determinado relacionamento, a pessoa quer que o outro se esqueça de si próprio só para agradar!

Gente vamos esclarecer aqui que somos seres únicos e individuais, devemos ser fléxiveis e fazer cedências, mas isso não é e jamais devará ser mudar quem somos por amor!
Isso Nunca!

Não devemos ter ideias fixas sobre amor e relacionamentos, porque a realidade é apenas e só esta, cada pessoa com a qual nos relacionamos é diferente, mas nós devemos permanecer os mesmos!

E lembrem-se sempre que começam sozinhos e depois acabam os mesmos que começaram! Ou seja no meio de tudo isso nunca percam a vossa identidade, a vossa meta, o vosso foco, o vosso passado, as vossas amizades, o que construiram até então! O Amor não vale tudo isso! Tirem a maior aprendizagem que puderem de cada pessoa com a qual vivem um relacionamento amoroso, vejam isso como aprendizado e experiência, agradeçam e libertem!
Se possível angariem mais uma amizade, mas agradeçam e libertem!
De outra forma não irão prosseguir!

Quando terminarem um relacionamento, sejam vocês ou o outro, tentem pesar na balança, o que era pro e o que era contra e percebam que se voltarem atrás estão a aumentar o risco de repetirem os erros ou as experiências menos boas! Lembrem-se que ninguém muda do dia para a noite, e que embora devamos dar uma chance, sou apologista, devemos acima de tudo dar uma chance a nós mesmos de não voltar a errar!!!!
Não escancare a janela do mundo, porque os inicios são sempre fantásticos, mas você sabe quanto tempo isso vai durar? Para que assuma que é para durar?
Lembre-se que o mundo está sedento de liberdade, e não tanto de compromisso!

Perceba os sinais de alerta dos relacionamentos, se exitem coisas que não vos deixam confortáveis, que vos fazem sentir tristes, ou angústiados,percebam que não estão no bom caminho, a tendência é com o tempo a sensação aumentar e não diminuir! Perceba os sinais de histórias do passado, perceba que há uma tendència natural ao ser humano de contar os seus erros, esteja atento!

Todos somos munidos de sexto sentido, e todos temos a campainha de alerta que nos diz que algo de errado não está certo, preste muita, muita atenção a isso, isso é a vida a trazer-vos sinais, de que o que está à vossa frente, pode não ser totalmente real, pode ser uma ilusão, não é ao acaso que dizem:

"O amor é cego"
O amor é cego mas a intuição tem dupla visão!

Nunca abdique de si, dos seus em prol do "Amor"!

Perceba que você tem objectivos, metas, desejos, vontades, e se entrou numa relação que priva disso, então não estará certamente num bom relacionamento! Se alcançou patamares até então, e a pessoa o tenta demover de continuar a escalar, essa pessoa só pensa nela, e quer que só pense nela também!!!

Não se atire de cabeça, seja ponderado, escute a voz da intuição, pese razão e coração! Aprenda a distinguir companheirismo, de amor, de amizade, de bem estar, de necessidade de não estar sózinho ou até de intimidade, porque somos todos carnais para além de tudo o que mencionei! Quando a pessoa com quem está se espelha em si, e aponta erros em si, que não são mais do seu próprio reflexo, então pondere bem, se é nesse lugar que deve ficar!

Pondere antes de assumir relacionamentos e sentimentos, porque a vida é fugaz e a maioria dos relacionamentos, são aprendizados, não vêm para ficar!

Ame-se sempre mais que a qualquer outra pessoa!!!!



Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Fantasma do Compromisso

Já se perguntou quantos relacionamentos poderiam ter dado certo se fossem apenas e só amigos? Já reparam que quando começamos a "andar" ou "sair" com alguém supomos de imediato que temos de ser só daquela pessoa e começar a dar e a cobrar satisfações ? Nascemos sozinhos morreremos sozinhos, sozinhos chegamos, sozinhos partimos.... Não me canso de dizer isso, vimos a este mundo para partilhar e ter vivências uns com os outros, mas não somos, não devemos, não podemos ser posse do outro! Somos seres independentes e autonomos, e o que fazemos é partilhar e predispor da nossa companhia com determinadas pessoas! Porque é que muitas relações de amizade duram uma vida e os relacionamentos por vezes não? Prende-se ao fator compromisso, passamos a ser insconscientemente, propriedade um do outro, e se não somos comportamo-nos como tal...a pergunta é quem gosta de ser marionete e cingir-se ao outro ? ninguém , na verdade ninguém. Há quase sempre o dominado e o dominador, que é

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Reciclagem

 Por vezes dou por mim a pensar, que pagamos tanto papel e plástico, para deitar ao lixo....terrível.  Além do lixo que fazemos, também é um desperdicio? Hoje o post é super curto, ,as vale a pena pensar nisto!