Avançar para o conteúdo principal

No meu mundo Autista

Hoje venho falar-vos do meu mundo Autista através da minha mãe ! Um mundo muito a leste dos demais mas ao mesmo tempo a absorver todos os cheiros, os sons, os contactos, e tudo o que me rodeia!

No meu mundo Autista eu gosto das rotinas que me trazem calma, como comer e tomar banho, porque isso reduz a minha ansiedade!
No meu mundo Autista eu adoro ir à praia, mas não gosto de sair para ir ao restaurante, porque sofro mesmo ao ponto de angustiar o meu coração e eu chorar! Quando fico demasiado exposto a essas sensações eu falo, eu comunico o que quero, e muitas vezes é apenas sair dali!

No meu mundo Autista eu gosto de texturas, porque sou hipersensível, e de tudo que tenha movimento, por isso é frequente verem-me com um objecto na mão que dê para abanar, e criar sensação de movimento!

Por vezes eu também grito, porque como não sei expressar o que eu sinto, é a forma de me auto regular! Se me virem a gritar e a agitar muito os braços, isso significa que a minha tolerância aos estímulos externos, chegou ao limite!

No meu mundo Autista, eu sei ser visual. dar muitos abraços, ainda não sei dar beijos muito bem, mas esforço-me!

No meu mundo Autista como não sei verbalizar emoções também não sei pedir para ir casa de banho embora tente por gestos manisfestar a minha intenção, vezes descontrolo-me e ainda acontecem acidentes!

No meu mundo Autista eu também faço as birras de uma criança normal, e nesses momentos, arranho, mordo, grito e atiro-me para o chão, e a mama não me levanta porque sou grande e pesado!

No meu mundo Autista eu não sei socializar muito bem, mas eu gosto de ter visitas em casa, e gosto que brinquem comigo, em casa porque quando quero as minhas "terapias" e sempre que quero dormir, ninguém tem de ir embora mais cedo, e eu posso descansar!

No meu mundo Autista eu gosto da rotina de ir à escola, é algo que me deixa sguro, já todos me conhecem!  Dão por mim na cantina, e por vezes quando tenho de assistir a espectaculos, e dou por mim a sair do lugar e a comportar-me mal, porque o meu nível de paciência de de auto controle é muito baixo, então comporto-me assim!

No meu mundo Autista, eu sinto falta da mana quando ela não está, e do meu pai !

No meu mundo Autista eu sou alegre, feliz e bem disposto, e só paro a dormir, canto desde os 2 anos, e sei os nomes dos animais, agora falo em inglês e gosto de bonecos indianos, falo brasileiro também.

No meu mundo Autista eu vou à Terapia e tenho imensas consultas!

No meu mundo Autista eu penso de forma diferente dos demais, e não vejo as coisas da mesma forma! Não gosto de tablets, telemóveis e que me tirem fotografias!

No meu mundo Autista eu ainda não durmo por vezes toda a noite, sempre que a minha rotina sofre alterações eu desregulo o sono e não tenho tanta necessiade de dormir!

No meu mundo Autista eu não gosto de óculos, chapéus e não gosto de cortar o cabelo e as unhas!

No meu mundo Autista há muitas coisas que ninguém sabe sobre mim, mas eu prometos que quando verbalizar ! Vos conto tudo!

Comentários

  1. Parabéns Adriana por compartilhar um pouco da sua vida com seu menino. É um mundo ainda pouco conhecido e imagino que deve ser dificil administrar! Você é uma guerreira e o seu filho tem sorte em ter você! Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

December!!!!

Dezembro chegou... e com ele todos os pensamentos, todas as reflexões de um ano completamente atípico a que todos sobrevivemos....mas deixem apenas dizer lhes que ....foi um ano de crescimento individual, espiritual e familiar! Saio deste ano de coração cheio, de pura adrenalina, como é óbvio momentos de tudo....foi ano de Marte e deviamos ter preparado para a guerra, se todos chegamos até aqui vivos e de saúde somos uns guerreiros natos, capazes de enfrentar qualquer batalha. Prosseguiremos a 2021, ano de Vénus,  do amor, da prosperidade, da fé e da abundância, da compaixão, do cuidado ao próximo, dos amores impossíveis de contos de fadas! Peço para este ano uma reflexão: o que vale a pena lutar em cada vida que nos pertence? Do que devemos ser gratos ao acordar e ao deitar? O que é para si a liberdade, a saúde, a segurança! O que realmente importa para cada um de nós? Acho que foi um ano bastante reflexivo para quem abarcou e tentou entender a mensagem...a bem da verdade nestas últim

Pagamos uma casa a vida toda e agora ninguém quer passar os dias dentro dela

 Mais uma cultura portuguesa enraizada que felizmente começa a mudar! E porque não trabalhar dentro de casa, afinal pagamos uma renda, um empréstimo que não deixa de ser igualmente um crédito bancário. Ainda que tenhamos um trabalho no exterior, porque não trabalhar em casa, criar um cantinho para fazê-lo? Incentivar os vossos filhos a explorar uma capacidade....se com a idade deles pais e avós ganhavam dinheiro em fábricas, eles podem ganhar no conforto do seu lar, explorando os seus próprios dons e capacidades. Pagamos a nossa casa uma vida....são 100 mil...200 mil....300 mil...é que pensando bem na realidade actual ...sei que muitos são teletrabalho e aglomeram "n" tarefas ao que já têm, mas isto não será sempre assim, e porque não começar já hoje? Todos nós vimos ao mundo dotados de pelo menos 1 dom e 1 propósito de vida, dos quais somos dotados por Deus na nossa hora de nascimento. Existem pessoas que os descobrem e são felizes porque não é trabalho, é propósito, é dom,

Sofrer por antecipação!

É bem verdade que já fui mais assim...cada vez menos vejo noticias, ouço e leio coisas parvas que me desalinham os chakras e me desviam o autocontrole...é que parece que nos dias que estamos mais calmos e mais centrados, vem alguém que está a fim de nos tirar o sossego... Ontem foi a vizinha que do seu terraço me insultou de Porca...leram bem Porca, porque cairam algumas migalhas ao poupar a carpete para arejar...chamou-me porca umas 10 vezes... Da próxima chamo a polícia... Digo sempre aos meus meninos que quando os ofendem: sentes te assim? Mas ontem fui um dos meus meninos...porque essa senhora meus amigos, além de uma boca ordinária que precisa ser lavada com lixivia, pega com todos os moradores, e é uma descontrolada e desmiolada...ontem não deve ter tomado a medicação e virou-se a mim....nunca desejei sair tanto daqui como agora...prezo muito a minha casa e sou grata por ela...mas por todos motivos e mais alguns, inclusivé o salvador, deus me dê forças e sabedoria financeira para