Family | Reading | Organization | Beauty | Photografy | Travel | Food | Life | Autism

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Somos Mães- Monoparentalidade



Confesso que não fui apaixonada por estar grávida, a segunda gravidez (esta do Salvador), bem mais madura e tranquila! Sempre vi o processo de gravidez como um meio para alcance de um fim!
Não há forma de os filhos não nascerem de dentro de nós se não crescerem dentro de nós!
E não há outra forma de ser mãe na sua totalidade, na minha forma de encarar as coisas!!!
(ressalvando aqui todas e quaisquer outras possibilidades que existem e não permitem que se seja mãe da forma de gestação convencional)

Sentirmos alguém a crescer dentro de nós a evoluir e todo o sentido de peso que isso acarreta é de uma enorme responsabilidade! Pensando bem começamos assim MONOPARENTAIS!
O pai põe a semente mas cabe-nos a nós toda a gestação e evolução da mesma dentro dos parametros da normalidade!
Todas as emoções que sentimos, todas as trasnformações começam ai!

Por isso não há nada que se compare à força que temos, e ao peso que temos na vida dos nossos filhos!
Somos nós as responsáveis pelo seu crescimento, sucesso ou insucesso, o elo, o vínculo, não existe de forma igual!
A presença de um pai, é e será sempre importante e a meu ver fundamental, presente ou mais ausente na vida de um filho, e salvo algumas excepções, que também existem, somos mães e pais, na maioria dos dias, das noites, das decisões, umas por opção porque preferem cuidar de tudo sozinhas, e outras porque a vida se encarrega de trazer a situação!
Muitas das vezes só pedimos opinião para não sentirmos que erramos, mas se errarmos a culpa será nossa da mesma forma, pelo menos eu como mãe sinto assim!
Culpa por fazer, culpa por não fazer, a eterna culpa maternal do poder da decisão de uma outra vida!
Da escolha das roupas, dos biberons, da mala de maternidade, de organizar consultas, agendas e tudo o que faz parte desta longa jornada!

Hoje reparo muitas vezes nas mães muito empenhadas e embrenhadas na situação, emocionadas até, e os pais muitas vezes muito empenhados e embrenhados nos seus telemóveis e cenas, a levantar os olhos so para responder se vai o azul ou o cinza!!! 
Na verdade eles nem distinguem uma cor da outra, um babygrow de um babydoll, então porque nos valemos da importância da sua opinião, se para eles é um bocadinho indiferente????
Afinal na maioria das vezes somos nós que vamos vestir, lavar e passar com amor aquela roupinha!!!

Porque cuidar dos filhos é um ACTO DE AMOR!
(vale a pena pensar nisto)

Tudo isto para dizer que a Monoparentalidade começa quando engravidamos, daí muitas mulheres optarem por ter filhos sozinhas! 
Somos encarregues do parto, da amamentação, da cura do nosso corpo, e tudo em simultâneo!

Este texto é para todas as mães guerreiras que abraçam a maternidade e paternidade em simultâneo, que salvo raras excepções, com ou sem pai presente somos quase todas!
Por isso nunca dúvidem da vossa capacidade de luta e de preserverança quando a questão são os filhos, porque são capazes, somos capazes, e concerteza iremos fazer um excelente trabalho dentro da culpa e do medo que nos acompanham desde o momento em que o teste de gravidez diz que sim : SOMOS MÃES!!!





Sem comentários:

Enviar um comentário

Capsule wardrobe- Peças cheve no roupeiro

Muito se fala neste tema, eu chamo de peças que não passam de moda, e que combinam com tudo!!!! Por isso quando comprar peças chave invista...

Segue-nos no Instagram!