Family | Reading | Organization | Beauty | Photografy | Travel | Food | Life | Autism

sábado, 29 de dezembro de 2018

Nem sempre foi assim, mas desde que descobrimos o Autismo do Salvador que principalmente eu me permito a fazer coisas que seriam impensáveis há 9 anos atrás!

Brincar com tudo menos com brinquedos, este ano continuamos a insistir nos brinquedos mas na verdade ele continua a brincar com os anteriores, que com a exceção das plasticinas e de um de bolas que conhecia, e que os mais atentos fizeram questão de presentear, as brincadeiras continuam a ser abanar, atirar, espalhar!

Brincar com erva, paus, tinta, espuma da barba, coisas sensoriais, texturas, mimos! Estes dias fiz-lhe um saco com arroz dentro, é um dos preferidos! A questão é porque não os outros meninos terem o previlégio sim o previlégio de tal como o meu brincarem na relva, com pedras, com terra, areia, água, se sujarem, mas rirem rirem com gargalhadas rasgadas de felicidade!
Num mundo onde nada disso custa dinheiro apenas tempo!

Por vezes olho para trás e não tenho recordação de grandes brinquedos, mas das brincadeiras que tinha na rua com as amigas, da criatividade, de inventar de imaginar, também eu cedo aprendi a natureza, os animais, o cheiro das flores, dos legumes, da terra, da liberdade!

Acho e orgulho-me imenso da época em que cresci e tenho pena e até um enorme desgosto de viver dentro de 4 paredes onde nem na varanda é seguro brincar!

O que mais me entristece é isso! Acho que tal como na infância resta-me ser criativa e usar os meios com os quais disponho, tempo, paciência, insistência, persistência e natureza, ar livre, vitamina D!

Há pessoas que admiram o meu trabalho...o nosso trabalho e eu fico feliz e orgulhosa, mas na verdade faço o que também eu vou aprendendo diariamente, faço pequenas grandes coisas que se verao talvez lá mais num futuro que por vezes ainda parece tão longínquo!

Mas o intuito é também o despertar de consciência de que as crianças querem mesmo é partilhar a sua brincadeira com os pais, os seus aprendizados, as coisas que fazem e aprendem na escola e náo vemos, mas na verdade todos brincam da mesma forma, e era bonito que também esses meninos que sabem utilizar os brinquedos aprendessem a brincar sem os mesmos e a despertar sentidos para a vida!

A mãe...





Pelo menos para mim! Espero que seja um ano em grande! Espero dar continuidade a todas as mudanças que têm vindo a acontecer dentro e fora de mim!
2018 não foi um ano particularmente fácil, e acho que desde 2017 que tenho vindo a subir um degrau e descer dois!

Embora continue a achar que faz parte do crescimento individual!
Este ano será o ano das colheitas de tudo o que semei e plantei!

Sou muito família, mas desde há uns meses para cá que a veia individualista tem saltado mais à vista e o comprometimento comigo mesmo e com tudo o que tenho vindo a adiar, vai acontecer nesta virada, aliás sinto mesmo que já está a acontecer! Embora por vezes sinta que é uma jornada muito solitária, também estou aberta a todo o tipo de propostas "salvo seja o português ingrato" e a parcerias, bem como formação e mudança!

Espero realmente que este seja o ano de arranque, sem medos, sem interferências e sempre com muita gratidão!

Um ano de verdadeira introspecção que termina em breve!

Em Janeiro resta-me arrancar sem medos, com força e mostrar que realmente tenho algo de valor para dar ao mundo!

Fazer bloqueio mental e auditivo a todos os entraves e continuar o meu caminho sem olhar para trás e para os lados, será sempre em frente, sem medos e sem culpas!

Para sermos cuidadores temos de nos cuidar! Aprender a dizer não e sim no momento certo, ouvir mais o meu eu, as minhas vontades, e ser feliz!


Ainda espero chegar as 200 mil vizualizações aqui no blog antes do ano terminar! E para o ano:

Sucesso e Felicidade!

Costuma-se dizer que se não há saúde nada existe, eu não concordo totalmente, acho que se estamos felizes e espiritualmente bem, a saúde vem!





segunda-feira, 24 de dezembro de 2018




Então é Natal e vamos dar presentes ou estar presentes? Lá longe vão os tempos em que estavamos em convívio, cantava-se, conversava-se, faziam-se jogos! Em que eramos crianças e realmente o importante era brincar muito e claro os presentes, porque eramos crianças, mas quem não gosta de receber um miminho!

Mas estamos no mundo da era digital e da triste realidade pessoal! Acho que este ano as familias deviam gravar a noite de consoada e depois ver no dia a seguir!Seria o "Sozinho em Casa numa casa cheia de gente" Claro que tirar uma foto, fazer uma publicação, agradecer! Ok, mas estar com a família e na verdade estar no telemóvel "all the time", bem isso ultrapassa tudo o que é estar presente, tudo o que é viver! Por vezes acho que as pessoas não têm nada para conversar, para partilhar, para viver, a não ser mostrar-se e viver com estranhos do outro lado da tela! Se repararem a maioria das pesssoas nem sequer está com alguém que lhe é conhecido, está a explorar a vida dos outros quando toda a sua vida passa ali ao lado como um filme, e corre e não se repete!

Eu tenho tentado ao máximo tirar este vicio, e contra mim falo, mas juro-vos que às vezes o mundo precisava que os telemóveis deixassem de funcionar por um dia, todos os facebooks, instagram, youtub, sofrerem assim um bug e caput, apagar-se ! As pessoas iam ficar loucas, desnorteadas, tontas como se faltasse o alcool, a droga, o anti-depressivo!

Vamos estar presentes, e não só no Natal, mas todos os dias da nossa vida, parem observem, absorvam, e vivam realmente este dia com toda a magia e o convivio que há muito se perdeu!

Vale a pena pensar nisto!

Bom Natal não virtual!

domingo, 23 de dezembro de 2018

Este ano a nossa cidade superou-se ! Claro que há gente a dizer que é um exagero, um gasto desnecessário, podiamos dar a quem precisa, bem gente há uma coisa que me chateia, é que as pessoas esperam sempre que o governo ajude, se têm tanta pena que ajudem elas, há sempre espaço e algum dinheiro extra para ajudar quem mais precisa, acho e continuo a dizer que com este tipo de mentalidade não vamos a lado nenhum! Há salários injustos, há coisas injustas relativamente a outros países Europeus, mas gente nós vivemos aqui, e não nos outros países, temos de aceitar a realidade e tentar fazer o melhor, também há muita boa gente que ganha a dois carrinhos e nem descontos faz! Também há coisas que se fazem nesses países onde se ganham mais que eram impensáveis fazer aqui, as pessoas poupam em muitas coisas que não poupamos, principalmente no dia a dia! Eu trabalhei numa empresa 9 anos e nos 3 primeiros a empresa nunca me fez descontos decentes que abrangessem IRS, fui sempre a estagiária, contrataram pessoas depois, e eu continuei a ser estagiária, acham isso justo?  e a culpa disso é do governo? Era muito nova para protestar se fosse agora não permitia, muitas vezes tudo começa nas entidades patronais, antes de chegar aos cofres do governo entra nos bolsos dos patrões, e na forma com tentamos ou não melhorar a nossa vida, se eu sair ou não sair eles não vão mudar a atitude se não quero aquela realidade para mim, saio eu! As pessoas têm pavor de mudança, e depois culpam o mundo! Quero eu dizer com isto que as luzes de Natal são necessárias, são bonitas, as crianças adoram, os adultos adoram! Não ponham na vossa casa, mas deixem quem gosta usufruir deste belo cenário!

As pessoas focam-se em tudo mau tudo mau. e tornam a vida delas e a dos outros num inferno!

A minha filha com 9 anos vê sempre o lado positivo das coisas, e acreditem que é muito mais consciente e adulta que muitos adultos por ai!

Vivam o espírito de Natal, se para alguns é ajudar o próximo, ajudem dos vossos bolsos, e deixem as decorações Natalícias em paz, o mal é que as pessoas criticam muito, e dentro de si próprios pouco ou nada mudam e continuam POBRES, MUITO POBRES DE ESPÍRITO! Quanto movimento isto traz às ruas e ao comércio, e sim, pagam salários de muitos de vocês que criticam! O consumidor paga os salários! O mundo nunca vai ser um lugar totalmente justo, metam isso na vossa cabeça de uma vez por todas! Já pensaram que quem ganha muito talvez não tenha a vida feliz que vocês ambicionam, talvez não sejam tão livres e descontraídos quanto imaginamos????  E que vos garante que não ajudam ninguém???? Vivam mais precoupados com vocês e menos com os outros, mudar as coisas dentro de nós é meio caminho andado para ajudar a melhorar o mundo!

A mentalidade tem de mudar! E não vamos mudar o mundo, mas podemos mudar a nossa vida e a de alguém, e para isso não precisamos de culpar os governantes e esperar que eles nos ajudem!














É Natal e as lojas estão cheias de gente, algumas lojas em promoção, outras nas quais nos deparamos com um cenário de pré saldos que será logo após o feriado de Natal, acho que agora muitas nem dão o 26 para troca, partem logo ao saldo e uma peça que custou 30 euros estará a 15 num abrir e fechar de olhos! Esta é a triste realidade da sociedade em que vivemos!  A mais flagrante que vi foi a TIFFOSI a campanha mais absurda dos últimos tempos!
Não vou dizer que não comprei roupa, porque há pessoas ás quais por norma oferecemos roupa, e com à excepção de uma loja, H&M que não estava em saldo, onde tive de comprar uma das peças depois de muita pesquisa, ainda assim usei um daqueles vales que dão 5 euros de desconto, a única das pecas que levo sem qualquer promoção! Todas as outras com 50%, porque para mim já é um negócio com cheiro de saldo!

Vi estes dias um comentário na Netflix- The true Cost -https://www.netflix.com/pt/title/80045667, que foi para mim um balde de água fria, uma chamada à realidade, sobre o mundo têxtil, daí também esta minha luta para uma comercialização justa de peças duráveis e não tanto descartáveis! Se uma peça puder durar uma estação ao invés de durar um mês, já é um grande avanço, na baixa de consumo desenfreado e no impacto ambiental, bem como na exploração dos trabalhadores dos países mais pobres!
Quem puder veja este documentário!

Ainda assim deviamos apostar na reciclagem, lojas de segunda mão e troca !
Porque não trocarmos peças?

Bem por hoje era o texto que queria deixar, agora que confecciono peças posso dizer que muitas delas ao preço que são vendidas não pagam a qualidade de um bom tecido! Quanto mais as horas de produção e a retrosaria! Mas para mim isso mostra que ainda podemos voltar a não descartar roupa como se fosse lixo, e tem suor e lágrimas e exploração de muita, muita gente talentosa!

Vale a pena pensar nisto




quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Quem nos segue sabe, que o aumento de passeios ao Ar livre VS Shopping, aumentou consideravelmente desde que o Salvador nasceu!

Por esse motivo aproveitamos todos os dias sem chuva para tirar excelentes fotos e poder usufruir ao máximo do que a Natureza nos dá!

Por isso este fim-de-semana não foi excepçao!










segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

E foi ontem que começamos, por Famalicão a conhecer e dar a conhecer aos mais pequenos as cidades Natal, pelo nosso país espalhadas!

Este ano a nossa cidade também nos presenteia com um Mercado de Natal, na Alameda de S. Damaso. no cração da Cidade!

Dentro do possível e porque as pessoas foram todas ver ;) as fotos possíveis!

Que mais iniciativas surjam, para que os pais saiam com os seus filhos, e despertem neles também o interesse por outro tipo de eventos! Ao ar livre!








JOKER- O tão afamado filme

Claro que fui ver, claro que tenho a minha opinião, mas levei uma semana a perceber o que poderia escrever sobre este filme, como mãe de um...

Segue-nos no Instagram!