Avançar para o conteúdo principal

Por vezes o melhor mesmo a fazer é tentar manter a calma e dar a volta!

Da minha parte muito poucas fotos, sou aquela mãe que até os filhos se tornarem, um bocadinho mais independentes,e são ainda irrequietos e birrentos, não consigo relaxar.



Por isso usei sempre a política de não os levar a eventos, a não ser que fosse extremamente necessário!

Sei que há mães que gostam de ter os seus pintainhos à volta, mas verdade seja dita é que nem pais, nem filhos vão usufruir da festa! E depois há aquelas crianças que se reagem  mal a uma ou outra situação, e ninguém repara, e aquelas que reagem muito mal, e a festa parecem pessoas transformadas em holofotes, virados para nós e para os nossos filhos,  e isso para mim cria-me uma sensação de incapacidade e stress, que não gosto mesmo de sentir!
Sei que é normal as pessoas falarem, porque de facto há birras extremamente difíceis de acalmar,e eu sou mãe para ficar num stress, que demora a passar.

Acho que o Salvador ainda está nessa fase, e vai estar muito tempo, e ontem os presentes puderam constatar a realidade do salvador, que pode passar do mais choroso, birrento e mal comportado, ao dócil, simpático e até sociável, no espaço de horas. A mudança de rotinas e espaços, ainda o deixam muito nervoso e desconcertado, como não exprime emoção verbalmente, fá-lo aos gritos, a espernear ou morder, é duro, mas é assim que acontece!

Por vezes a impotência que todos sentem em querer ajudar e não saber como, é a mesma impotência que nós pais sentimos, todos os dias em todas estas situações, e quando nos criticam pela nossa função que tão bem executamos e nos esforçamos o melhor que sabemos, é como se nos dessem punhaladas no coração, o Autismo do Salvador, não é e nunca será culpa de ninguém, muito menos dele, que também sofre imenso em regular todas as suas emoções.

Na verdade o ideal protótipo de criança é a que senta à mesa, que brinca com os meninos, que até aos 4 anos fala e não usa fralda, que dança quando há música, que dá beijinhos e aceita toda a gente, mas esse não é o Salvador e não sei se um dia será!

Por isso é o menino que temos, e temos duas opções ou aceitamos e tentamos ajudar, ou partíamos para a violência e castigos constantes! Se é desagradável é, e por muito que as pessoas entendam e aceitem,eu como mãe extremamente consciente admito que importuna e deixa as pessoas até tristes e mal dispostas, e é perfeitamente aceitável. A dada altura a minha cunhada ofereceu-se para o levar ao parque, mas ele não queria sair dali, não sei se tinha fome...sede não tinha, porque a água que bebia, literalmente cuspia! E aí então é que ele ficou zangado.

Isto para dizer que só quando ele adormeceu e com a ajuda de alguns familiares voluntários é que eu consegui relaxar, comer e divertir-me.Depois acordou bem disposto, comeu sopa, comeu doce e fruta e ficou no seu mundo a dançar com a mãe e depois com as luzes psicadélicas que tanto gosta. Mas vai daí também com tudo isto não comi decentemente e à noite tive uma paragem digestiva, que a juntar ao Salvador ter adormecido às 3 da manhã, não foi uma noite feliz!

Hoje estou doente a recuperar, sem excessos e com muita calma.

Assim sendo, agradeço sempre por conseguir dar a volta e aproveitar o momento, e proporcionar a todos e principalmente à Lara uma festa que merece e que à qual da valor!

Por isso estas foram as fotos possíveis do Salvador, logo à saída da Igreja, cerimónia que também não esteve presente porque, estranhou de imediato e só chorava, teve de vir com a Santa da minha cunhada para o carro, quase 1h30.

E as fotos que tiramos entre telemóveis e a nossa câmara fotográfica! Algumas também antes de sair!

Sobre o Espaço, decoração e serviço falarei num outro post!
















Comentários

Mensagens populares deste blogue

December!!!!

Dezembro chegou... e com ele todos os pensamentos, todas as reflexões de um ano completamente atípico a que todos sobrevivemos....mas deixem apenas dizer lhes que ....foi um ano de crescimento individual, espiritual e familiar! Saio deste ano de coração cheio, de pura adrenalina, como é óbvio momentos de tudo....foi ano de Marte e deviamos ter preparado para a guerra, se todos chegamos até aqui vivos e de saúde somos uns guerreiros natos, capazes de enfrentar qualquer batalha. Prosseguiremos a 2021, ano de Vénus,  do amor, da prosperidade, da fé e da abundância, da compaixão, do cuidado ao próximo, dos amores impossíveis de contos de fadas! Peço para este ano uma reflexão: o que vale a pena lutar em cada vida que nos pertence? Do que devemos ser gratos ao acordar e ao deitar? O que é para si a liberdade, a saúde, a segurança! O que realmente importa para cada um de nós? Acho que foi um ano bastante reflexivo para quem abarcou e tentou entender a mensagem...a bem da verdade nestas últim

Pagamos uma casa a vida toda e agora ninguém quer passar os dias dentro dela

 Mais uma cultura portuguesa enraizada que felizmente começa a mudar! E porque não trabalhar dentro de casa, afinal pagamos uma renda, um empréstimo que não deixa de ser igualmente um crédito bancário. Ainda que tenhamos um trabalho no exterior, porque não trabalhar em casa, criar um cantinho para fazê-lo? Incentivar os vossos filhos a explorar uma capacidade....se com a idade deles pais e avós ganhavam dinheiro em fábricas, eles podem ganhar no conforto do seu lar, explorando os seus próprios dons e capacidades. Pagamos a nossa casa uma vida....são 100 mil...200 mil....300 mil...é que pensando bem na realidade actual ...sei que muitos são teletrabalho e aglomeram "n" tarefas ao que já têm, mas isto não será sempre assim, e porque não começar já hoje? Todos nós vimos ao mundo dotados de pelo menos 1 dom e 1 propósito de vida, dos quais somos dotados por Deus na nossa hora de nascimento. Existem pessoas que os descobrem e são felizes porque não é trabalho, é propósito, é dom,

Sofrer por antecipação!

É bem verdade que já fui mais assim...cada vez menos vejo noticias, ouço e leio coisas parvas que me desalinham os chakras e me desviam o autocontrole...é que parece que nos dias que estamos mais calmos e mais centrados, vem alguém que está a fim de nos tirar o sossego... Ontem foi a vizinha que do seu terraço me insultou de Porca...leram bem Porca, porque cairam algumas migalhas ao poupar a carpete para arejar...chamou-me porca umas 10 vezes... Da próxima chamo a polícia... Digo sempre aos meus meninos que quando os ofendem: sentes te assim? Mas ontem fui um dos meus meninos...porque essa senhora meus amigos, além de uma boca ordinária que precisa ser lavada com lixivia, pega com todos os moradores, e é uma descontrolada e desmiolada...ontem não deve ter tomado a medicação e virou-se a mim....nunca desejei sair tanto daqui como agora...prezo muito a minha casa e sou grata por ela...mas por todos motivos e mais alguns, inclusivé o salvador, deus me dê forças e sabedoria financeira para