Avançar para o conteúdo principal

A profissão mais difícil do mundo : Mãe e porque nos descriminam na vida profissional?

Nunca ninguém nos diz o quão difícil é ser mãe, não desconsiderando os pais, o sentimento, por cria-los e fazer crescer ainda na nossa barriga, tem de ser de alguma forma diferente do que sentem os homens, à parte do amor incondicional. E o quanto seremos descriminadas no mercado de trabalho!

Desde o primeiro momento que sabemos que carregamos uma vida dentro do nosso ventre que vivemos em constante sobressalto, tornando-nos assim responsáveis por tudo o que possa acontecer na gravidez, e depois no parto, e na amamentação, e no resto da vida, porque um filho é para sempre!
Havemos sempre de nos preocupar, mesmo que eles já sejam independentes, existe sempre um elo de ligação, e de certa forma de responsabilidade para que sejam felizes e tudo lhes corra bem!





Isto para vos dizer eu entro em choque com a importância que dão a um currículo, e desvalorizam e até descriminam a profissão de mãe.
Vivemos stress, vivemos em constante resolução de problemas, somos as melhores a improvisar, a gerir tempos, espaços, somos responsáveis, e até podemos faltar mais, mas quando estamos ao serviço somos as melhores. Dormimos mal e acordamos cedo, chegamos a horas.

Não desconsiderando quem não tem filhos, mas nós mulheres mães, temos uma capa que nos faz voar quando nos ligam da escola, porque estão doentes, temos super poderes para pôr tudo nos eixos, temos a capacidade de nos zangarmos com os nossos filhos e sofrermos ainda mais que eles, porque apesar de ser um mal necessário, sentimos que estamos a ser injustas e que com um berro os vamos por surdos ou com alguma espécie de dano cerebral. Mas depois logo a seguir depois de termos gasto todos os klenex a chorar baba e ranho porque não nos conseguimos conter e passamos-nos, também sabemos abraçar, pedir desculpa e admitir o erro.
Somos as melhores na gestão de conflitos, as melhores nas compras, as melhores a cuidar da nossa empresa: casa e dos nossos funcionários: Marido e filhos. Passamos rapidamente da pantufa ao salto alto, do mesmo modo em que cozinhamos, olhamos pelo filho e ainda pomos três máquinas a trabalhar!

Se existem mulheres capazes de tudo, são as mães, e só quem é, foi ou será mãe entenderá estas palavras.
Gerar, dar à luz e educar um outro ser faz de nós as melhores mulheres, pessoas e profissionais!

Isto faz de nós umas excelentes mães e profissionais, não descriminem as mulheres mães, elas são a melhor contratação que podem fazer para as vossas empresas!

Chega de descriminação!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Fantasma do Compromisso

Já se perguntou quantos relacionamentos poderiam ter dado certo se fossem apenas e só amigos? Já reparam que quando começamos a "andar" ou "sair" com alguém supomos de imediato que temos de ser só daquela pessoa e começar a dar e a cobrar satisfações ? Nascemos sozinhos morreremos sozinhos, sozinhos chegamos, sozinhos partimos.... Não me canso de dizer isso, vimos a este mundo para partilhar e ter vivências uns com os outros, mas não somos, não devemos, não podemos ser posse do outro! Somos seres independentes e autonomos, e o que fazemos é partilhar e predispor da nossa companhia com determinadas pessoas! Porque é que muitas relações de amizade duram uma vida e os relacionamentos por vezes não? Prende-se ao fator compromisso, passamos a ser insconscientemente, propriedade um do outro, e se não somos comportamo-nos como tal...a pergunta é quem gosta de ser marionete e cingir-se ao outro ? ninguém , na verdade ninguém. Há quase sempre o dominado e o dominador, que é

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Reciclagem

 Por vezes dou por mim a pensar, que pagamos tanto papel e plástico, para deitar ao lixo....terrível.  Além do lixo que fazemos, também é um desperdicio? Hoje o post é super curto, ,as vale a pena pensar nisto!