Avançar para o conteúdo principal

O que mudou nestes últimos 5 anos!

Meu Deus, assim recuando no tempo tanta coisa, e desde 2013 em diante acho que me tornei muito mais confiante!

- 2012- Deixei de trabalhar para mudar de cidade,mudamos para o Porto! A Lara tinha 3 anos!
- 2013- Gravidez do Salvador - Diabetes Gestacionais
- 2014- Nascimento do Salvador,- A Lara entrou para a primária- Tive o meu 1º carro Novo
- 2015- O marido teve o primeiro carro novo- Primeiras suspeitas de Autismo no Salvador- Ganhei e perdi um emprego em 15 dias - Matriculei o Salvador no infantário por causa desse emprego
- 2016- Retomamos à nossa cidade, à nossa 1ª casa- Lara com 7 e Salvador com 2 anos
- 2017- Tivemos o diagnostico de Autismo do Salvador
- 2018 ????






Acho que recuando no tempo, posso dizer que mudei, mudei muito, cresci muito, tornei-me mais confiante e mais capaz, de assumir decisões cada vez mais difíceis e dolorosas! Muito em prol familiar, muito em prol dos meninos, viver no Porto foi uma escola, em muitos sentidos, fiz amigos, perdi amigos, encontrei amigos, aprendi que muitas vezes precisamos apenas de nós da nossa coragem e determinação, e da família mais próxima, o nosso pilar! Aprendi que quem não é visto não é lembrado, aprendi o valor da solidão, e de estar sozinha, aprendi a escutar-me mais, a tentar arranjar forma de combater o vazio,de me sentir perdida e longe de todos, numa cidade que ao inicio parecia que me engolia, aprendi o verdadeiro sinónimo de trânsito, de barulho, de inquietude, aprendi o valor do dinheiro e da poupança, aprendi que amo a minha família mais que tudo nesta vida, aquela que vamos construindo dia a dia com esforço, amor e dedicação.
Perdi 10 kilos, ganhei 10 kilos, voltei a perder, voltei a ganhar! aprendi o significado da dieta feita à força, conheci a Metformina.
Compreendi que o amor do filho homem consegue melarnos até ao osso, e que o da filha mulher consegue chamar-nos à razão numa fracção de segundos.
Conheci imensos sítios especiais, conheci o significado de um bom restaurante, e de uma zona menos boa para se viver, comecei a correr, fiz a minha primeira corrida de 5 km. Conheci o poder da liberdade, e de explorar uma cidade linda que tem muito para oferecer! Soube o significado de ter o marido a almoçar em casa, que ao inicio foi deveras estranho, tenho de dizer, mas também era o único momento do dia em que realmente estávamos sozinhos, onde fizemos imensos programas de namorados, bons almoços! Viajamos muito, conhecemos muito.
Conheci o significado da mudança externa e interna, acho que no fundo a nossa vida sempre desesperou por mudança, que a nossa vida nos lança desafios duros e constantes, estamos juntos faz o próximo mês 14 anos e realmente foi e tem sido uma montanha russa, cada ano um desafio diferente, cada ano uma decisão, cada ano um desafio mais difícil!

Acho que a idade é um posto, acho que a idade nos traz saber, se conseguia estar à altura de todos estes desafios à 10 anos atrás? A resposta é não, não tinha maturidade suficiente, se tive medo? tenho todos os dias!!! Se tenho resposta para muito do que acontece? Também não, mas quando olho para trás encontro sempre resposta naquelas perguntas que nunca soube responder no imediato, e acho que será sempre assim!




Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Fantasma do Compromisso

Já se perguntou quantos relacionamentos poderiam ter dado certo se fossem apenas e só amigos? Já reparam que quando começamos a "andar" ou "sair" com alguém supomos de imediato que temos de ser só daquela pessoa e começar a dar e a cobrar satisfações ? Nascemos sozinhos morreremos sozinhos, sozinhos chegamos, sozinhos partimos.... Não me canso de dizer isso, vimos a este mundo para partilhar e ter vivências uns com os outros, mas não somos, não devemos, não podemos ser posse do outro! Somos seres independentes e autonomos, e o que fazemos é partilhar e predispor da nossa companhia com determinadas pessoas! Porque é que muitas relações de amizade duram uma vida e os relacionamentos por vezes não? Prende-se ao fator compromisso, passamos a ser insconscientemente, propriedade um do outro, e se não somos comportamo-nos como tal...a pergunta é quem gosta de ser marionete e cingir-se ao outro ? ninguém , na verdade ninguém. Há quase sempre o dominado e o dominador, que é

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Reciclagem

 Por vezes dou por mim a pensar, que pagamos tanto papel e plástico, para deitar ao lixo....terrível.  Além do lixo que fazemos, também é um desperdicio? Hoje o post é super curto, ,as vale a pena pensar nisto!