Avançar para o conteúdo principal

E quando o trabalho não tem horário?

Perguntam-me muitas vezes o que faço para me entreter?
Dizem-me muitas vezes, essa vida não dava para mim!
Não te aborreces? Pergunta a sociedade?
E mesmo assim não vês televisão?
Então que raio é que tu fazes!
Faço talvez tanto ou mais que tu, não tão remunerado, mas com bastante mais organização!

Posso dizer que parei de tentar justificar o que faço diariamente, porque como o meu trabalho não tem horário e no fundo tem, ninguém vai compreender, que deixo os miúdos,mas antes disso visto, preparo as roupas, o marido tratou dos leites, e a palavra mais ouvida é : vamos chegar atrasados, porque as aulas são um trabalho, com horário a ser cumprido, no fim de deixar o mais pequeno em paz saio,  vou tomar café, trato de coisas da escola, papeladas, atendo chamadas, devolvo chamadas, espreito as redes sociais, burocracias, faço compras, vou a consultas e a fisioterapia, escrevo no blog, trato da casa, trato do almoço, almoço, planeio o dia a seguir, para não ser tão caótico como o de hoje, mas é sempre mais, às 15:30, levanto o mais novo da escola, entretenho-no, dou-lhe lanche, às 17:30 vou buscar a mais velha, terças-feiras e quintas-feiras, temos terapia, depois venho para casa, e vigio o mais novo, e tento entrete-lo enquanto a mais velha brinca e depois faz os trabalhos de casa, às vezes vou só a correr levar o lixo, e deixo a mais velha a vigiar, enquanto isto acontece, já pensei mais de 100 vezes ...O que fazer para o jantar? e já subi e desci, 350 vezes as escadas, com compras, com lixo, com a criança ao colo, com as coisas que me esqueci no carro, porque prédio antigo não tem elevador!
Entretanto arranjei tempo para organizar os armários, fazer a lista das calças que já dão pelos joelhos e dos sapatos que lhes fazem joanetes, e das meias, e dou conta que afinal até tem uma actividade e precisam de uma camisola,  e rais parta, é a cor que de todas as que tenho, não tenho no armário, vou ter de ir comprar!
Mas mesmo assim sei exactamente que a minha cama demora 5 minutos a fazer e que a casa de banho mais 5 a dar um jeito, arrumar a maquilhagem, as toalhas espalhadas e talvez o papel higiénico que o mais pequeno puxou e chega à sala!
Que enquanto carrego a máquina da roupa, carrego a da loiça também!
Que encho 3 cestos de coisas que estão fora do sitio, porque sabem temos crianças, e uma delas não sabe o que significa regra, e rasga papeis, mais rápido que um destruidor de papel!
E que a mais velha, onde pousa deixa ficar, nessa altura a frase mais ouvida é : arruma as tuas coisas!
Também aspiro muitas vezes e passo o chão, porque tenho uma criança que come com a mão!
E os vidros nem vos falo, são os que dão mais trabalho!
E para não falar nos acidentes da fralda que acontecem à meses!






Depois o pai chega, hora de fazer o jantar fica ele a vigiar, jantar,brincar,  arrumar,  banhos, deitar, deitar cedo porque a noite pode ser longa ou não. Ás vezes no turno da noite a fralda vaza, e há que trocar, fralda, pijama, lençóis, e depois entretanto ele despertou e quer brincar, toca a acordar!
Esta noite não vazou mas, acordei duas vezes para levá-lo à sanita, porque é o que dá menos trabalho!
Antes tirar a maquilhagem para os lençóis não borratar, o mais novo toma o leite, lavo os dentes a correr, e visto o pijama, para com ele me deitar.
Não não dorme sozinho, porque isso é coisa de mães profissionais e eu não sou. Sou uma mãe pegajosa e cuidadosa, e acredito piamente que não é para sempre que vai dormir com a gente!

Quando dá e há coragem, faço a ronda para encher mais 3 cestos de coisas fora do sitio, leio uma página de um qualquer livro e adormeço em cima dele, normalmente quando acompanho a leitura de um chá de camomila!
E às vezes ainda um post numa rede social, para contar uma fracção do meu dia!

Ás vezes consigo deitar-me com a mais velha depois do mais novo adormecer, às vezes nem boa noite lhe dou, porque acabei por desfalecer!
Ás vezes acordo com a sensação de que a última vez que olhei para o meu marido foi ao jantar.
De manhã por vezes corro tanto que nem conseguimos conversar!

Talvez seja este o dia-a-dia de muitas mães sem horário e remuneração!


Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Fantasma do Compromisso

Já se perguntou quantos relacionamentos poderiam ter dado certo se fossem apenas e só amigos? Já reparam que quando começamos a "andar" ou "sair" com alguém supomos de imediato que temos de ser só daquela pessoa e começar a dar e a cobrar satisfações ? Nascemos sozinhos morreremos sozinhos, sozinhos chegamos, sozinhos partimos.... Não me canso de dizer isso, vimos a este mundo para partilhar e ter vivências uns com os outros, mas não somos, não devemos, não podemos ser posse do outro! Somos seres independentes e autonomos, e o que fazemos é partilhar e predispor da nossa companhia com determinadas pessoas! Porque é que muitas relações de amizade duram uma vida e os relacionamentos por vezes não? Prende-se ao fator compromisso, passamos a ser insconscientemente, propriedade um do outro, e se não somos comportamo-nos como tal...a pergunta é quem gosta de ser marionete e cingir-se ao outro ? ninguém , na verdade ninguém. Há quase sempre o dominado e o dominador, que é

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Reciclagem

 Por vezes dou por mim a pensar, que pagamos tanto papel e plástico, para deitar ao lixo....terrível.  Além do lixo que fazemos, também é um desperdicio? Hoje o post é super curto, ,as vale a pena pensar nisto!