Avançar para o conteúdo principal

E quando o trabalho não tem horário?

Perguntam-me muitas vezes o que faço para me entreter?
Dizem-me muitas vezes, essa vida não dava para mim!
Não te aborreces? Pergunta a sociedade?
E mesmo assim não vês televisão?
Então que raio é que tu fazes!
Faço talvez tanto ou mais que tu, não tão remunerado, mas com bastante mais organização!

Posso dizer que parei de tentar justificar o que faço diariamente, porque como o meu trabalho não tem horário e no fundo tem, ninguém vai compreender, que deixo os miúdos,mas antes disso visto, preparo as roupas, o marido tratou dos leites, e a palavra mais ouvida é : vamos chegar atrasados, porque as aulas são um trabalho, com horário a ser cumprido, no fim de deixar o mais pequeno em paz saio,  vou tomar café, trato de coisas da escola, papeladas, atendo chamadas, devolvo chamadas, espreito as redes sociais, burocracias, faço compras, vou a consultas e a fisioterapia, escrevo no blog, trato da casa, trato do almoço, almoço, planeio o dia a seguir, para não ser tão caótico como o de hoje, mas é sempre mais, às 15:30, levanto o mais novo da escola, entretenho-no, dou-lhe lanche, às 17:30 vou buscar a mais velha, terças-feiras e quintas-feiras, temos terapia, depois venho para casa, e vigio o mais novo, e tento entrete-lo enquanto a mais velha brinca e depois faz os trabalhos de casa, às vezes vou só a correr levar o lixo, e deixo a mais velha a vigiar, enquanto isto acontece, já pensei mais de 100 vezes ...O que fazer para o jantar? e já subi e desci, 350 vezes as escadas, com compras, com lixo, com a criança ao colo, com as coisas que me esqueci no carro, porque prédio antigo não tem elevador!
Entretanto arranjei tempo para organizar os armários, fazer a lista das calças que já dão pelos joelhos e dos sapatos que lhes fazem joanetes, e das meias, e dou conta que afinal até tem uma actividade e precisam de uma camisola,  e rais parta, é a cor que de todas as que tenho, não tenho no armário, vou ter de ir comprar!
Mas mesmo assim sei exactamente que a minha cama demora 5 minutos a fazer e que a casa de banho mais 5 a dar um jeito, arrumar a maquilhagem, as toalhas espalhadas e talvez o papel higiénico que o mais pequeno puxou e chega à sala!
Que enquanto carrego a máquina da roupa, carrego a da loiça também!
Que encho 3 cestos de coisas que estão fora do sitio, porque sabem temos crianças, e uma delas não sabe o que significa regra, e rasga papeis, mais rápido que um destruidor de papel!
E que a mais velha, onde pousa deixa ficar, nessa altura a frase mais ouvida é : arruma as tuas coisas!
Também aspiro muitas vezes e passo o chão, porque tenho uma criança que come com a mão!
E os vidros nem vos falo, são os que dão mais trabalho!
E para não falar nos acidentes da fralda que acontecem à meses!






Depois o pai chega, hora de fazer o jantar fica ele a vigiar, jantar,brincar,  arrumar,  banhos, deitar, deitar cedo porque a noite pode ser longa ou não. Ás vezes no turno da noite a fralda vaza, e há que trocar, fralda, pijama, lençóis, e depois entretanto ele despertou e quer brincar, toca a acordar!
Esta noite não vazou mas, acordei duas vezes para levá-lo à sanita, porque é o que dá menos trabalho!
Antes tirar a maquilhagem para os lençóis não borratar, o mais novo toma o leite, lavo os dentes a correr, e visto o pijama, para com ele me deitar.
Não não dorme sozinho, porque isso é coisa de mães profissionais e eu não sou. Sou uma mãe pegajosa e cuidadosa, e acredito piamente que não é para sempre que vai dormir com a gente!

Quando dá e há coragem, faço a ronda para encher mais 3 cestos de coisas fora do sitio, leio uma página de um qualquer livro e adormeço em cima dele, normalmente quando acompanho a leitura de um chá de camomila!
E às vezes ainda um post numa rede social, para contar uma fracção do meu dia!

Ás vezes consigo deitar-me com a mais velha depois do mais novo adormecer, às vezes nem boa noite lhe dou, porque acabei por desfalecer!
Ás vezes acordo com a sensação de que a última vez que olhei para o meu marido foi ao jantar.
De manhã por vezes corro tanto que nem conseguimos conversar!

Talvez seja este o dia-a-dia de muitas mães sem horário e remuneração!


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Como ajudar um autista

A melhor forma de ajudar um autista e qualquer outra criança com necessidades especiais é aceitar e respeitar, a criança não pediu para nascer assim, e se nasceu é porque a sua forma de pensar e ver o mundo é importante para todos nós!

Que seria do mundo se pensassemos todos da mesma forma? que seria do mundo sem pessoas comuns, e sem génios, sem criativos, sem pessoas mais ou menos sociais, mais ou menos funcionais!

Infelizmente somos ratinhos de laboratório, e não damos ao ser humano, logo desde o berço, a possibilidade de se exprimirem e trabalharem nas suas competências, aquelas que poderiam fazer toda a diferença!

Supõe-se desde muito cedo que se não fizermos determinadas coisas que outras crianças da mesma idade fazem, somos dotados de falta de habilidade, ou pouco inteligentes, ou atrasados!

Porém faltam muitas disciplinas importantes como gestão doméstica, disciplinas mais práticas, de onde conhecemos os melhores compositores, pintores, pensadores, filósofos??? Não estão na e…

Contabilidade e Gestão- Despesas anuais

Verdade seja dita que ganhamos ao mês não ao ano!!! Mas para sabermos quanto estamos a exceder no orçamento ou quanto precisamos de ganhar mais, é o nosso dever fazer contas anuais, ativo, passivo, o que entra o que sai, o que entra e o que realmente pode sair!
Há anos muito atipicos, e nós por cá dizemos que por razões mais que óbvias este ano foi um desses!!!

Metade do orçamento, contas desencontradas, contas desiquilibradas, menos a entrar mais a sair, mas sobrevivemos assim sem grandes estragos!!!!!!!
Para o ano a meta será a financeira e material!

Sem perder o fio à meada equilibrar, equilibrar, equilibrar, para então em 2021, relaxar!
Sim tenho metas na cabeça, no papel, todos os anos me proponho a uma!
Este ano era chegar ao final com questões sentimentais resolvidas, orientar nova vida e rotinas familiares, ainda que com ajuda seja sempre o mais individualista e independente que conseguir, e ser independente nunca é apenas e só uma questão financeira!!!!

De nada adianta ser i…

Felizes os que retomaram a sua rotina mais felizes os que nunca sairam

Sim hoje li um texto e os nossos filhos e nós que estamos em casa confinados, principalmente quem está sozinho  a desdobrar-se em tarefas, em rotinas alteradas, em tentativas de sair para lugares seguros, em idas ao supermercado, as farmácias, a tentar mil malabarismos para nos mantermos despertos e saudáveis, sem que ninguém se mate, nós somos os verdadeiros heróis!

Somos mães/pais a tempo inteiro, não podemos ter um surto e sair de casa porque eles não podem ficar sozinhos, nos dias de chuva não saimos, e não é porque chove, é porque as nossas crianças com necessidades especiais, não cumprem todas as regras, e molham-se e sujam-se e fazem xixi, e nós não queremos que uma simples saída de 30 minutos se torne em banho, roupa na máquina, cadeira do carro, lavagem de tudo e mais um par de botas, consumo de água e de máquina de secar, dadas as condiçoes climatéricas!

São 10horas eu acordei as 9, o meu filho ontem adormeceu as 2H30, depois de ter sido dura com ele mais uma vez, isso só p…