Avançar para o conteúdo principal

Sobre blogs e youtubers e vidas aparentemente perfeitas


Há imenso tempo que sigo diversos blogs e youtubers.
E claro vamos tirando ideias, e sonhos, mas também vamos tirando o que vemos à realidade.
Normalmente eu não publico imagens muito trabalhadas, coisas demasiado caras, e filhos tão direitinhos que parecem uns bonecos de caixa...
Mas a verdade é que essa não é a nossa realidade, talvez isso vendesse muito mais, através da imagem, mas não corresponde ao que realmente acontece nem à realidade de quem tem filhos pequenos, e a nossa ideia é partilhar acima de tudo o que é uma vida em família, com uma criança autista, e o que acreditamos e achamos que deve ser a educação e liberdade de expressão que temos para com os nossos filhos.
Normalmente, a nossa vida por cá corresponde ao caos, a muitas fugas à rotina, a idas a sítios giros e relaxantes, mas a dois, pois a 4 com o Salvador de  quase 36 meses seria impossível, o Salvador é um mega bebé ainda, não podemos esquecer-nos que independentemente de ser autista, tem comportamentos característicos típicos da idade.
Muita sujeira, muita muda de roupa, muito de não quero saber o que estás para aí a dizer, vou fazer o que me apetece, e a verdade é que juntando isso, ao caos e desarrumação diária, não nos é possível ter sempre a casa arrumada, a roupa organizada, vestirmos-nos fancy, quando andamos atrás dele o tempo todo, a mudar fralda, dar de comer, evitar que faça birras, como normalmente acontece com crianças desta idade.
Impossível não andarmos com a roupa amarrotada e com ranho, porque esta é a realidade das crianças pequenas.
As noites são na maioria das vezes péssimas, acordamos cansados, já em cima da correria matinal., e há dias em que só me apetece ficar a pastelar no sofá,e sentir que só me levanto quando for horas de os buscar.
A verdade é que vivemos para eles, e eles comandam a nossa rotina diária.
Os nossos filhos sempre dormiram tarde ou mal, comeram sem babete, por vezes e como não temos tv na cozinha, o Salvador come em frente à  Tv na sala, como distracção para comer melhor, vivemos a casa, vivemos a vida, e sim é temporário, porque com a Lara já conseguimos ter as coisas mais equilibradas, a caminho dos 9 anos, já não dá tanto desgaste e cansaço físico.
Ás vezes custa-me a crer que a vida de algumas pessoas seja tão"limpinha" e simples, pois posso dizer-vos que cá por casa a vida é um caos continuo e contaste!
Ás vezes também me faz muita confusão, ver crianças em parques a não poder sujar a roupa, ou crianças em restaurantes que só podem mexer os olhos, senão levam uma enorme repensa pela parte dos adultos.
Nós por cá escolhemos os restaurantes adequados para os levar, e na maioria das vezes trazemos o restaurante até casa, para evitar conflitos de idade, e depois existem aqueles restaurantes dos quais queremos usufruir e não combinam de todo com crianças pequenas.

Mas esta é só a nossa forma de ser e viver!




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

December!!!!

Dezembro chegou... e com ele todos os pensamentos, todas as reflexões de um ano completamente atípico a que todos sobrevivemos....mas deixem apenas dizer lhes que ....foi um ano de crescimento individual, espiritual e familiar! Saio deste ano de coração cheio, de pura adrenalina, como é óbvio momentos de tudo....foi ano de Marte e deviamos ter preparado para a guerra, se todos chegamos até aqui vivos e de saúde somos uns guerreiros natos, capazes de enfrentar qualquer batalha. Prosseguiremos a 2021, ano de Vénus,  do amor, da prosperidade, da fé e da abundância, da compaixão, do cuidado ao próximo, dos amores impossíveis de contos de fadas! Peço para este ano uma reflexão: o que vale a pena lutar em cada vida que nos pertence? Do que devemos ser gratos ao acordar e ao deitar? O que é para si a liberdade, a saúde, a segurança! O que realmente importa para cada um de nós? Acho que foi um ano bastante reflexivo para quem abarcou e tentou entender a mensagem...a bem da verdade nestas últim

Projecto- Um gorro que aquece um coração!

Então tenho sido impelida por uma vontade de ajuda ao próximo. Já foram muitas as peças que tricotei, incluindo mantas e gorros que já perdi a conta. Agora estou vocacionada para fazer peças que aqueçam um coração e uma cabeça nestas noites frias. Como o gorro é uma peça rápida e fácil de se fazer! Vou fazer alguns, para o meu primeiro voluntariado. Lanço o desafio, a quem tem jeito e tempo que ofereça uma peça a alguém mais necessitado este Natal! Numa peça feita à mão vai dedicação e amor e por isso concerteza aquecerã muito mais que o corpo, aquecerá a alma também! Boa sorte no vosso processo! Já ando há muito com a necessidade de