Avançar para o conteúdo principal

A preparar o ano de 2018




Dizem os astrólogos que 2018 é um ano para quem quer trabalhar, e realmente com a proximidade dos meus 40, sinto que começo a querer muito resolver essa parte da minha vida, trabalhar e ser reconhecida por isso e ganhar dinheiro com isso, ninguém trabalha só por prazer, isso não se chama trabalho, chama-se voluntariado !

Há muitos projectos na gaveta, e a gaveta está mal fechada e está a abarrotar, pois nenhum desses projectos foi criado e lançado, o que faz com que pese no meu corpo e na minha mente, e não deixe a vida fluir tão tranquilamente

Em bom português do Norte: Temos de dar corda aos sapatos!!!

Costumo dizer que mais vale uma má decisão, do que uma indecisão, pois não ficamos na corda bamba, bem ou mal foi posto em prática, resolvido e ultrapassado.
Agora o que não podemos é ter medo de errar de falhar, pois muitos dos sucessos, advém de fracassos, e da própria aprendizagem que obtivemos com isso.

A cabeça também já começa a dar sintomas de Alzheimer, e tenho de me habituar a anotar, a escrever, a fazer listas, isso ajuda a manter a organização do perfeito caos que é cuidar de uma família. Este ano tenho de ser mais metódica e organizada com tudo, aproveitar melhor os dias e o tempo, e esta oportunidade que a vida me está a dar, gerir melhor o dinheiro e a própria vida. Pôr-me um bocadinho mais à frente, e pensar um pouco mais em mim. Acreditar que sou mais capaz, mais forte e valorizar tudo o que sou capaz de alcançar, o futuro é daqui a 5 segundos!

Tenho a certeza que o próximo ano acabará, com a sensação de uma maior realização pessoal!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Profissão : Blogger

Caros amigos e leitores, este post é uma crítica ao mundo atual, os mais sensíveis, não devem ler!

Não se iludam se virem uma familía que deixou o mundo para trás, casa, cão, cadela, periquito, carro, e coisas materiais, para viajar o mundo, se não tirar rentabilidade disso!

Acho que isso cria uma falsa realidade nas pessoas, e mais grave é que acreditam que alguém pode viver apenas e só de viajar e das poupanças, ou da vida material que aquiriu até então e vendeu!

Existem dois tipos de bloggers, os patrocinados, que ganham massa com isso, e os que não ganham rigorosamente nada, que é o meu caso, eu escrevo e partilho por puro prazer! Agora não se iludam que se isso é uma profissão, quem vive apenas e só de blogar, tem de tirar rentabilidade!

E não, também não é tudo tão natural e mágico quanto parece, porque a realidade e a vida das pessoas, especialmente com miúdos, não é um quadro de Renoir, muitas vezes é mais um quadro de Picasso !!!!

Hoje em dia criou-se uma ilusão pura e irrea…

Todos os trabalhos são dignos de esforço e cada um escolhe o seu

Não posso deixar de abordar este tema, porque um dia destes vai-me mesmo saltar a tampa!!! Como mãe a tempo inteiro quase há 8 anos!supostamente vitima de bulling pelas ditas mães trabalhadoras!!!!

E quem diz o que quer ouve o que não quer!

Frequento um café quase diariamente para o meu café matinal, e não é a primeira vez que me apercebo de comentários depreciativos por parte da senhora, que não é funcionária, é mesmo dona do seu café, portanto empresária! Sobre outros determinados empregos, trabalhos ou profissões, já para não falar das pessoas que como ela menciona e mal: Pessoas que não fazem nada, e não têm rotina, talvez pessoas como eu, sei lá!

Pois bem : em primeiro lugar independente disso, toda a gente tem e deve ter rotinas e obrigações, logo não é totalmente livre.

em segundo lugar todos os trabalhos e profissões são igualmente importantes e essenciais, e dado que hoje o comentário foi direto a uma professora, e me afetou, devo dizer que se "a boa vida" (palavra…

Como ajudar um autista

A melhor forma de ajudar um autista e qualquer outra criança com necessidades especiais é aceitar e respeitar, a criança não pediu para nascer assim, e se nasceu é porque a sua forma de pensar e ver o mundo é importante para todos nós!

Que seria do mundo se pensassemos todos da mesma forma? que seria do mundo sem pessoas comuns, e sem génios, sem criativos, sem pessoas mais ou menos sociais, mais ou menos funcionais!

Infelizmente somos ratinhos de laboratório, e não damos ao ser humano, logo desde o berço, a possibilidade de se exprimirem e trabalharem nas suas competências, aquelas que poderiam fazer toda a diferença!

Supõe-se desde muito cedo que se não fizermos determinadas coisas que outras crianças da mesma idade fazem, somos dotados de falta de habilidade, ou pouco inteligentes, ou atrasados!

Porém faltam muitas disciplinas importantes como gestão doméstica, disciplinas mais práticas, de onde conhecemos os melhores compositores, pintores, pensadores, filósofos??? Não estão na e…