Avan√ßar para o conte√ļdo principal

A camisola chocolate

ūüíóūüíĖ

Quase a terminar!
Ansiosa por vestir!




Almost fisishing!
Anxiuos o dress!


Casi terminado!
Con ganas de vestir!



Coment√°rios

Mensagens populares deste blogue

December!!!!

Dezembro chegou... e com ele todos os pensamentos, todas as reflex√Ķes de um ano completamente at√≠pico a que todos sobrevivemos....mas deixem apenas dizer lhes que ....foi um ano de crescimento individual, espiritual e familiar! Saio deste ano de cora√ß√£o cheio, de pura adrenalina, como √© √≥bvio momentos de tudo....foi ano de Marte e deviamos ter preparado para a guerra, se todos chegamos at√© aqui vivos e de sa√ļde somos uns guerreiros natos, capazes de enfrentar qualquer batalha. Prosseguiremos a 2021, ano de V√©nus,  do amor, da prosperidade, da f√© e da abund√Ęncia, da compaix√£o, do cuidado ao pr√≥ximo, dos amores imposs√≠veis de contos de fadas! Pe√ßo para este ano uma reflex√£o: o que vale a pena lutar em cada vida que nos pertence? Do que devemos ser gratos ao acordar e ao deitar? O que √© para si a liberdade, a sa√ļde, a seguran√ßa! O que realmente importa para cada um de n√≥s? Acho que foi um ano bastante reflexivo para quem abarcou e tentou entender a mensagem...a bem da verdade nestas √ļltim

Pagamos uma casa a vida toda e agora ninguém quer passar os dias dentro dela

 Mais uma cultura portuguesa enraizada que felizmente come√ßa a mudar! E porque n√£o trabalhar dentro de casa, afinal pagamos uma renda, um empr√©stimo que n√£o deixa de ser igualmente um cr√©dito banc√°rio. Ainda que tenhamos um trabalho no exterior, porque n√£o trabalhar em casa, criar um cantinho para faz√™-lo? Incentivar os vossos filhos a explorar uma capacidade....se com a idade deles pais e av√≥s ganhavam dinheiro em f√°bricas, eles podem ganhar no conforto do seu lar, explorando os seus pr√≥prios dons e capacidades. Pagamos a nossa casa uma vida....s√£o 100 mil...200 mil....300 mil...√© que pensando bem na realidade actual ...sei que muitos s√£o teletrabalho e aglomeram "n" tarefas ao que j√° t√™m, mas isto n√£o ser√° sempre assim, e porque n√£o come√ßar j√° hoje? Todos n√≥s vimos ao mundo dotados de pelo menos 1 dom e 1 prop√≥sito de vida, dos quais somos dotados por Deus na nossa hora de nascimento. Existem pessoas que os descobrem e s√£o felizes porque n√£o √© trabalho, √© prop√≥sito, √© dom,

Saudades das minhas gajas

Tenho saudades das minhas gajas, das gargalhadas, do ver√£o, das dan√ßas, dos jantares, de socializar. Sinto saudades de fazer amor, de fazer sexo, de nadar no mar e fazer topless. Sinto saudades da sangria, da cerveja, do sunset, da areia da praia. das ondas do mar. Sinto saudades do teu beijo, do teu sorriso entre ele, e do teu abra√ßo. Sinto saudade de n√£o ter medo de amar, porque √© bom amar sem medo. Sinto saudade do bikini, dos p√©s na areia, da brisa a bater-me na cara. Sinto saudades do alpendre l√° de casa, do jardim de inverno, dos finais de tarde de ver√£o. Sinto falta dos abra√ßos, dos beijos, das borboletas na barriga, dos primeiros encontros. Sinto saudades de acordar com desejo e adormecer com paix√£o.  Sinto saudades do teu abra√ßo aconchegante, do teu toque meigo, do teu mau feitio. Sinto saudades da paix√£o desenfreada e do tes√£o, mas mais saudades do teu amor calmo, que me serana, saudades da tua voz....a√≠ a tua voz. Saudades dos jantares, de andar de m√£o dada na praia, de quan