Avançar para o conteúdo principal

Como tudo recomeçou

Hoje vou falar um pouco sobre a minha relação com o tricô.
Na nossa geração 80´...sim sou velhota eu sei !!!, nós fazíamos artes manuais e foi por altura dos meus 7/8 anos quando andava no ATL, que aprendi a fazer artes manuais, uma delas foi tricô.
Na altura fiz, e aprendi,  liga para um lado e liga para o outro, manta portanto, nome técnico dado na altura, e o máximo que devo ter feito foi um cachecol!
A fase passou e o tricô foi posto de parte. Mais recentemente à cerca de 4 anos atrás, desempreguei-me para mudar de cidade e iniciar uma nova fase da nossa vida, como família, tipo Portugueses pelo Mundo, mas em Portugal.
No inicio tudo muito bem, mas depois ao fim de algum tempo em casa e sem trabalho à vista, comecei a sentir-me muito triste e em baixo, e um pouco desiludida comigo mesma,  decidi iniciar o tricô novamente como forma de ocupação, ao fim de 2 meses fiz logo uma formação na loja da Joana Nossa, a Ovelha Negra, http://loja.ovelha-negra.com/pt/, na altura foi um casaco de bebé sem costuras. Desde aí nunca mais parei, e tenho vindo a ser autodidacta em muitos processos ligados ao tricô.
Simultaneamente tenho feito várias formações a nível da Industria Têxtil, que me tem trazido bastantes qualificações e ajuda em vários processos.
Embora ainda não me encontre a trabalhar, o tricô tem sido a minha "salvação" de todos os dias, principalmente nos dias em que não entendo porque o tal trabalho ainda não apareceu, e nos dias mais parados em que a minha família não requer tanta participação da minha parte.
O meu sonho é sem dúvida abrir uma loja, e por esse motivo tenho-me esforçado bastante  no que toca à aprendizagem quer a nível da área têxtil, quer a nível da parte de empreendedorismo, atendimento ao cliente, e gestão de stocks, porque acho que uma gestão de uma loja, é a gestão de uma empresa e requer portanto uma aprendizagem mais geral e dispersa pelos vários temas.
Resumindo;
O tricô para mim é uma terapia, uma evolução constante, e algo que me faz realmente feliz.
Idealizar uma peça na minha cabeça, e vê-la pronta no final, depois de muitas horas de trabalho, mas sem duvida compensador.
A minha peça de eleição de todas as que fiz é este macacão que desenhei mentalmente e desenhei para o meu filho .
Bem como um fato de ananás que fiz para o carnaval.



Beijos no Coração


Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Fantasma do Compromisso

Já se perguntou quantos relacionamentos poderiam ter dado certo se fossem apenas e só amigos? Já reparam que quando começamos a "andar" ou "sair" com alguém supomos de imediato que temos de ser só daquela pessoa e começar a dar e a cobrar satisfações ? Nascemos sozinhos morreremos sozinhos, sozinhos chegamos, sozinhos partimos.... Não me canso de dizer isso, vimos a este mundo para partilhar e ter vivências uns com os outros, mas não somos, não devemos, não podemos ser posse do outro! Somos seres independentes e autonomos, e o que fazemos é partilhar e predispor da nossa companhia com determinadas pessoas! Porque é que muitas relações de amizade duram uma vida e os relacionamentos por vezes não? Prende-se ao fator compromisso, passamos a ser insconscientemente, propriedade um do outro, e se não somos comportamo-nos como tal...a pergunta é quem gosta de ser marionete e cingir-se ao outro ? ninguém , na verdade ninguém. Há quase sempre o dominado e o dominador, que é

Tricot

Quem me acompanha desde os primórdios, sabe que este blog já foi inteiramente dedicado ao tricot e se chamava lanzuda...pois bem confesso, que nos últimos tempos, não que não consiga, mas não tenho feito disso prioridade, embora vos confesse que tenho imensas saudades! Vou tricotar este ano alguns gorros para sem-abrigo, que é um projeto que tenho em mente há anos, eu vou mentalizando tudo na minha vida,projectando, vizualizando,co-criando, até que surja o momento certo para por em prática, e aí ninguém me segura! Para mim é terapia, e esta arte pode ser aplicada em centros de recuperação, porque tem a vertente calmante e terapeutica, e criar algo é sempre positivo ao ser humano! Mexe com os dois lados do cérebro em simultaneo, e pulsa o lado criativo, cada um pode por o seu cunho pessoal e é maravilhoso !  Tinha uma luta com meias, até que há dois anos e de forma autodidata, consegui fazer este par, com a lã Mondim , uma marca Portuguesa da Retrosaria ! Adoro, e este ano é para repeti

Reciclagem

 Por vezes dou por mim a pensar, que pagamos tanto papel e plástico, para deitar ao lixo....terrível.  Além do lixo que fazemos, também é um desperdicio? Hoje o post é super curto, ,as vale a pena pensar nisto!